January 3 2013

Rosangela Lotfi

Como fazer um Financiamento Estudantil?





O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) é um crédito estudantil, uma alternativa para pagar os estudos em faculdades particulares e já atende mais de 200 mil estudantes com operações de cerca de R$ 7 bilhões. O Fies permite financiar até 100% das mensalidades escolares. Os juros são de 3,4% ao ano para todos os cursos e o pagamento começa 18 meses após a formatura.

O Fies é a principal linha de financiamento estudantil disponível no mercado. Em 2010, o fundo se tornou uma opção mais atrativa para os estudantes, quando os juros foram reduzidos de 9% para 3,4% ao ano. A Caixa Econômica Federal, o Banco do Brasil operam essa linha de crédito. Os juros são mais baixos quando comparados a outras modalidades de financiamento, mesmo assim, não existe crédito sem o ônus dos juros. Antes de contratar o Fies o estudante e a família precisam pensar em outras alternativas como gastos, ter um trabalho remunerado extra ou escolher uma faculdade mais barata.

Receba grátis as melhores cotações para o seu financiamento!

Solicite as melhores propostas para o seu financiamento através do site Financiamento.net

O que você gostaria de financiar?

Isso porque o prazo de pagamento do Fies é de três vezes o tempo de curso mais 12 meses. Já a carência para começar a pagar a dívida é de 18 meses. Uma graduação de 4 anos de duração pode ser paga em até 13 anos, por exemplo. Durante o curso, o aluno tem a obrigação de fazer um pagamento trimestral de R$ 50. Além dos juros, o longo prazo de financiamento deve ser uma preocupação. É importante evitar financiamento de longo prazo, porque em 10, 13 anos muita coisa acontece na vida de uma pessoa e com a economia de um país. A taxa de juros, por exemplo, podem se igualar as taxas internacionais de 0.5% ao ano ou 1%. Nesse caso o estudante teria um financiamento muito caro no futuro.

O Fies substituiu o Programa de Crédito Educativo em 1999 e financia o ingresso de estudantes em faculdades particulares com nota igual ou maior que três no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes). Os financiamentos chegam a 50%, 75% ou 100%, de acordo com a renda familiar do estudante e o comprometimento desse valor com os encargos educacionais. Atende alunos das classes C, D e E com renda familiar mensal bruta de até 10 salários mínimos. Nos casos em que o financiamento custear 75% da mensalidade do curso, a renda familiar mensal do aluno poderá ser de até quinze salários mínimos. Quando o financiamento for de 50% da mensalidade, o limite do rendimento mensal será de até 20 salários mínimos. O financiamento estudantil pode ser solicitado em qualquer etapa do curso e em qualquer mês.

Solicite seu empréstimo agora, preencha nosso formulário de cotação, clique aqui.

Sobre o autor: Rosângela Lotfi

Rosângela Lotfi é jornalista especializada em economia e negócios, mas com múltiplos interesses. Possui experiência e atua em mídias impressas [jornais, revistas] e internet, nos quais produz conteúdos informativos e insitucionais. Atua também como ghostwriter.